Priscila “Cultura” Machado

0
291
Priscila Machado Lima é a atual Coordenadora do Núcleo das Casas de Cultura da Cidade da Secretaria Municipal de Cultura de SP.

A Trajetória da Menina que Mudou as Casas de Cultura da Cidade

Priscila Machado Lima, nascida em 1988, na periferia da Zona Leste de São Paulo (São Mateus), é reconhecida por sua linda trajetória na produção cultural.

Mais famosa como Pri, entre os colegas de equipe, deu início a sua vivência profissional desde muito jovem, ao participar do Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias. Aos 24 anos de idade já havia produzido o documentário “São Mateus em Movimento” e conquistado diversos prêmios relacionados a fomentos culturais.

Reuniões mensais com toda equipe para elaboração dos planos de trabalhos (Depois Naldo) nas casas
Equipe Comandada por Priscila em reuniões Periódicas pra traçar planos de trabalhos para as casas de Culturas

Além dos diversos títulos recebidos como Produtora Audio-Visual e atriz, foi Assistente de Documentação no MIS (2012) e dedicou-se ao coletivo NUFRA (Núcleo Fragmentos da Arte), caminho que a conduziu a assumir, posteriormente, a Supervisão de Casas de Cultura da Secretaria Municipal de São Paulo (2017- Atual).

Confira Artigo Completo Por: Adriana Cirelli (Acesse…AQUI)

Onde marcou sua gestão pelo fato de ter reorganizado estes equipamentos culturais, reestruturado os espaços públicos com reformas e valorizando os artistas regionais que atuam nos territórios onde estão as Casas de Cultura.

A jornada de Pri é resultado de seu comprometimento com a Cultura, sendo referência para produção cultural periférica da cidade de São Paulo, mostrando que existem diversas pessoas que trabalham com muito amor e dedicação pela cultura e pelos lugares que mais precisam.

“Articuladora, Atriz, Educadora, gestora e produtora, Priscila bebeu de varias fontes e esta no comando das casas de cultura desde 2017.
Pensar que as casas eram como imóveis Fantasmagóricos aonde os funcionários ia só pra cumprir horário porque atividades não tinham, as casas eram subordinadas as Subprefeituras locais e salvo alguns gestores e oficineiros voluntários as coisas rolavam , apresentações artísticas então, o artista além de se apresentarem gratuitamente ainda tinham que trazer os seus Equipamentos, os equipo das casas quando tinham era tudo sucateados .
Aqui mesmo no site fizemos algumas Postagens cobrando as Autoridades (https://culturaleste.com/casas-de-cultura-socorro/)
Realmente com a chegada da Pri no comando das casas as coisas tomaram outro rumo,hoje com os aportes Tecnológicos de Som e Áudio Visual nas casas é só a galera chega e se Apresentarem e mais os Editais das Oficinas as Contratações dos Artistas Locais e Reformas dos Equipamentos etc..etc.. (Lembrando que tal Olhar para as Casa Aconteceram na Gestão do Secretario Sr. André Sturm) “
(Portal Cultura Leste)

Sua presença nas Casas de Cultura foi marcada em 2020, quando sua imagem foi estampada em um grafitti feito no muro da Casa de Cultura Hip Hop Sul, por artistas locais. Da quebrada para o mundo, este é o caminho de Priscila Machado Lima! Um viva à Cultura!

Créditos/Adriana Cirelli

“Formada em geografia, atuou por dois anos dentro da Secretaria Municipal de Cultura, como Jovem Monitora Cultural e atualmente é estudante de Desenvolvimento Web FullStack. Deseja contribuir com o desenvolvimento de novas tecnologias e de pesquisas relacionadas as atividades culturais e ao planejamento urbano”.

DEIXE UMA RESPOSTA