Humor Nosso de Cada Dia

0
192
Uma Comédia Cearense Concepção e Direção – Luciano Lopes Cia das Marmotas

Uma Comédia Cearense Bora Rir?!!

No Ceará, todo estado é de graça, a molecagem está presente em cada canto da cidade e pulsa nas veias dos cearenses. O riso é mais que um lenitivo contra o mau humor.

Transformou-se em atração turística e produto de exportação. Mas, como explicar a vocação deste povo cabeça chata para o bom humor? O movimento surgiu na década de 80 , os artistas do riso sem oportunidades nos teatros levam seus espetáculos e esquetes para bares, restaurantes e pizzarias da cidade.

A estratégia é uma atração a mais para os turistas que visitam Fortaleza, e assim surgiu o humor cearense, com personagens que traziam para o palco piadas, causos e muita interação com o público .

Aos poucos esse movimento foi crescendo e ganhando espaços nas grandes mídias nacionais.
thumbnail_luana-e-arrochadinhaPalhaços, artistas de rua, piadistas, caricatos. Há muitos estilos para dar vazão ao humor cearense. O sucesso se deve ao trabalho e dedicação desses artistas que conseguem com a sua arte levar o riso para os corações da plateia.

No palco, 03 gerações de humoristas:
Lailtinho: Um dos pioneiros do movimento no Ceará, com o seu estilo Brega Star inconfundível e suas piadas sobre atualidades, política e família, já levou seu trabalho para todo o Brasil em vários espetáculos e parcerias de sucesso.

Luana do Crato: Faz parte da segunda geração do humor cearense . O Ator Luciano Lopes, dá vida a moça virgem do interior que narra suas histórias através de causos e piadas, uma mulher que luta pelos direitos de igualdade entre os gêneros e que busca no seu texto fazer com que a plateia ria e reflita sobre alguns problemas pertinentes a nossa sociedade.

Arrochadinha Bocão: A terceira Geração do Humor cearense. O ator Naldo Ribeiro dá vida a uma mulher escrachada e sem papas na língua, a beleza em segundo plano. No seu texto também conta causos e piadas sobre a sua personagem e como ela consegue sobreviver em um mundo onde a mulher é negligenciada dos seus direitos.
Serviço:
Humor Nosso de Cada Dia
Quando? 19, 20 e 21/07, sempre às 20 horas.
Onde? Teatro Commune – Rua da Consolação, 1218
(entre o Mackenzie e o Tribunal do Trabalho).
Quanto? R$30,00 >Antecipado (Acesse…AQUI)
R$40,00 na hora (pagamento somente em dinheiro ou cartão de débito)
Classificação etária: 16 anos.
Contatos:
IF Produções – (11) 9 5227-2562
iagocontato@gmail.com
>>Quer Saber Mais?(Acesse…AQUI)