Coletivo Tresbeira

0
453
Grupo Circula com Projeto de Incentivo a Leitura

“meio a meio o rio ri” Projeto de incentivo à Leitura

Com lives de narrações e “Aparições Poéticas, o Coletivo Tresbeira, grupo de pesquisa cênica multidisciplinar, leva os universos fantásticos de Guimarães Rosa e Mia Couto aos espaços virtuais de bibliotecas e casas de cultura da Zona Leste de São Paulo.

“Em “meio a meio o rio ri” três atores dão corpo e voz a narrativas, cenários e sujeitos encontrados nos contos de Guimarães Rosa e Mia Couto. Histórias pra boi explodir e todo o povo testemunhar. O homem que opera o passado e o pai que foi morar no rio.

Um rio que ri e, entre causos e canções, uma ponte transatlântica de personagens e casos que coloca a terra de Rosa do “ladim” da de Mia. Com um formato dinâmico, as lives de narrações são um convite intimista ao público das bibliotecas, encantam a todos e atiçam a curiosidade sobre esses dois importantes autores da língua portuguesa.”

Essa é a sinopse das lives de narrações que compõem o corpus de ações do Coletivo Tresbeira em seu projeto de incentivo à leitura: “Meio a meio o rio ri: Quando a palavra de Guimarães deságua em Mia Couto e inunda tudo “.

O projeto é viabilizado pelo Programa Programa para a Valorização de Iniciativas Culturais do Município de São Paulo – VAI e propõe ocupações artísticas em 5 espaços de leitura da Zona Leste paulistana.

ações livremente inspiradas nas obras de Guimarães Rosa e Mia Couto, o coletivo trás, além de suas lives, as chamadas “Aparições poéticas”: são postagens em linguagens distintas que buscam explorar os territórios e imaginários das histórias contadas nas lives. Buscam uma interseção poética entre os dois autores, traçando um ponte transatlântica que liga o cerrado brasileiro à savana moçambicana.

Todas as atividades acontecem de forma virtual, nas páginas de facebook dos espaços citados. Segue a agenda do Projeto:
Ocupação 1 – Biblioteca Hans Christian Andersen
-LIVE 1 – 25 de março às 19h

Quer Saber Mais ? (Acesse…AQUI)

DEIXE UMA RESPOSTA