509-E está de Volta

0
143
O 509-E anunciou que, após 16 anos, retorna aos palcos. Dexter e Afro-X, integrantes do grupo, farão uma série de shows para celebrar os 20 anos de parceria entre a dupla, que gerou os discos Provérbios 13 (2000) e MMII DC (2002).

Você ganha Ingressos na Promoção

Quer Saber como Ganhar? (Acesse…AQUI)

Dexter e Afro-X os dois decidiram celebrar os 20 anos de história da banda com shows que irão “homenagear” o catálogo da dupla.

A dupla se conhece desde a década de 1980, quando dividiam as ruas, quadras e praças do Jardim Calux, na periferia de São Bernardo do Campo (SP), onde cresceram.

“Foi no Calux que o rap apareceu em nossas vidas”, relembra Dexter. “Jogamos muita bola aqui. O Dexter gravou o primeiro clipe dele na escola da quebrada”, lembra Afro-X.

Já na década de 1990, os caminhos da dupla voltaram a se cruzar. Dexter foi condenado a 17 anos de prisão por sete assaltos à mão armada.

Por ter cometido dois assaltos à mão armada e um estelionato, Afro-X recebeu a sentença de 14 anos de reclusão.

Ambos foram encaminhados para cumprir a pena na antiga Casa de Detenção de São Paulo, conhecida como Carandiru, que hoje já não se encontra em funcionamento e deu lugar ao  Parque da Juventude, na zona norte da capital paulista.

De acordo com eles, essa não é uma reunião definitiva e há quatro shows já marcados para o segundo semestre: o primeiro acontece no dia 24 de Agosto na Audio, em São Paulo, e os outros serão em Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador.

Há mais datas em negociação mas elas ainda não estão confirmadas.

A boa notícia é que quem for ao show poderá levar pra casa um CD que terá sete músicas de cada um dos dois discos lançados pelo 509-E em sua curta existência, bem como bonés e camisetas exclusivos dos shows.

Além disso, um registro em vídeo será feito e um disco de vinil também será lançado.

O 509-E foi fundado em 2000 por Dexter e Afro-X enquanto os dois estavam presos no Carandiru, em São Paulo.

O sucesso da dupla de hip hop com músicas como “Oitavo Anjo” foi tanto que vieram oportunidades de shows nas quais os músicos precisavam pedir autorização para deixarem a cadeia temporariamente, se apresentaram e voltarem à prisão.

Essa, inclusive, foi uma das grandes diferenças apontadas por Dexter hoje na coletiva, quando ele disse que a principal novidade em relação aos mais de 15 anos que se passaram desde 2003, quando o 509-E acabou, é que agora eles terão “a experiência completa” de apresentar seus sons, trocar ideias com os fãs e continuar em liberdade.

Discografia

O 509E lançou dois discos, Provérbios 13 (2000) e MMII DC (2002 Depois de Cristo) (2002) e a dupla reforçou que várias músicas desse álbum nunca foram vistas pelo público ao vivo, já que eles nem tiveram tempo de apresentá-las antes da carreira acabar.

Vidas se cruzam em meados dos anos 70. Entre dramas e tragédias #Dexter & #AfroX são o retrato de milhares de jovens espalhados pelas periferias do Brasil. Cresceram nas ruas do #JdCalux periferia violenta de #SãoBernardodoCampo, no ABC paulista.

Provaram desde cedo da desigualdade social, a falta de educação e desestrutura familiar.

Tantas carências os levaram em busca do “sonho de consumo” e o enriquecimento rápido através da criminalidade.

Mas como todos sabem, o crime não tem final feliz e novamente suas vidas se cruzam no extinto Carandiru, a maior cadeia da América Latina conhecida também como Casa de Detenção.

E com base em tudo mencionado acima surgiu o grupo #509E que hoje se reúne para celebrar os 20 anos de legado do grupo.

Serviços:

  • 509-E Turnê Vivos
  • Dia: 24 de Agosto
  • Local: Áudio
  • Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 694 – Barra Funda.

DEIXE UMA RESPOSTA