Projeto Geloteca

0
172
Artista espalha geladeiras velhas como ponto de Leitura nas Quebradas

Projeto conta com 16 Unidades Espalhada pela Cidade!

O artista e professor Todyone junto com os amigos espalham geladeiras velhas, graffitadas e com diversos livros para troca, o projeto é simples você trás um livro em bom estado e troca por outro.

Este projeto teve inicio em Guaianases onde tem 6 geladeiras pelas ruas, comércios e escolas do Bairro, no total são 16 geladeiras pela cidade a mais nova fica na estação jardim Romano da cptm inaugurada no mês passado.
44910225_329867457829627_7970720910598471680_nOs pontos de leitura independentes tem como objetivo aumentar o índice de leitores nas periferias.

A estação Jardim Romano agora tem uma geloteca. Décima sexta geladeira graffitada .
“O mundo muda na proporção da sua coragem. Quem vê acha que eu tenho edital público bancando, só que não esse esforço vem da minha luta de querer um mundo melhor.

Projeto Geloteca
O projeto Geloteca já tem um ano e nasceu da necessidade do artista Todyone dar um fim a uma geladeira velha de um colega que a deixou na casa dele após uma mudança. “Com a ajuda de outro amigo, o Felipe Bezerra, peguei a geladeira e após personalizá-la instalamos em frente a uma barbearia. Foi o ponta pé inicial para o projeto”.

whatsapp-image-2018-01-21-at-19-19-24-9“Hoje pegamos doações de livros em bom estado e geladeiras em desuso e instalamos em locais estratégicos, com movimento de pessoas”. Já são 15 gelotecas distribuídas em vários bairros como Guaianases, Penha, Artur Alvim, Penha, Campo Limpo e até em Ferraz de Vasconcelos. A 16ª é a unidade de Jardim Romano.

“Sempre abastecemos com livros novos, mas também contamos com a colaboração das pessoas que usufruem do projeto e após a leitura retornam para trocar por outros títulos”.

As pessoas até falam… mas isso eu também faço, mas não fez. Eu continuo… Os tempos sombrios que nos cercam, qualquer ato de bondade sera taxado de comunismo. A vida me mostra com quem eu devo andar e não será com racistas inrustidos que gostam do que eu faço mas me julgam de vagabundo”.
TODY ONE
O pernambucano, morador de Guaianases, João Belmonte, mais conhecido como Tody One, nome artístico que assina diversos grafites em estações de metrôs e trens, muros da periferia e do centro, ou pontos emblemáticos da grande São Paulo, expressando, através de sua arte, visões criticas sobre educação, cultura, sociedade e política,
>>Quer Saber Mais? @tody_one e @projetogeloteca