A Paixão de Brutus

0
383
Com direção do argentino Norberto Presta, o solo de teatro-canção estreia no dia 13 de julho, sábado, às 20h, no Teatro Pequeno Ato. A temporada tem sessões sábados e domingos, sempre às 20h, até 1º de setembro. Haverá bate-papo com convidados ao final de cada sessão.

Ator se reveza em 15 Personagens

O clássico Júlio César, de William Shakespeare (1564-1616), escrito em 1599, ganha os palcos de uma maneira diferente.

A Paixão de Brutus traz o ator Pedro Sá Moraes se alternando em 15 personagens e um narrador, além de cantar e tocar músicas originais, para colocar em cena uma história que traduz questões perenes da política e da vida em sociedade.

Peça inglesa do fim do século XVI sobre acontecimentos da Roma do século I a.C., Júlio César é um ensaio sobre conspiração e amizade, inveja e política, superstição e poder.

A atualidade dos questionamentos levantados na peça foi o que despertou no artista a necessidade de encená-la.

“O texto me arrebata porque revela muito sobre o nosso mundo – o ódio político, o jogo de cena, a vaidade – mas não fecha as questões. Não há um grande vilão como em outras peças de Shakespeare, como um Ricardo III ou um Iago (de Othelo).

O que existe é um grande espelho, um leque rico de personagens, equivocados, mas fundamentalmente humanos”, conta Pedro Sá Moraes.

Na adaptação, assinada pelo próprio ator, as ideias, diálogos e ritmos do dramaturgo inglês se desdobram em composições inéditas, inspiradas em fontes diversas, dos cantastori italianos aos cordelistas do nordeste brasileiro, das composições para teatro de Chico Buarque, Vinícius e Guarnieri à épica de Bertold Brecht.

Em cena, com um violão, o ator e músico entrelaça em uma só partitura a musicalidade dos diálogos à intencionalidade das canções.

Ao longo do processo de montagem, que atravessou 2017 e 2018, Pedro e o diretor Norberto Presta chegaram à conclusão de que havia algo de específico na linguagem que desenvolviam, e que não era exatamente um musical.

Teatro-canção foi o nome que deram a esta forma de fazer teatro: “A música não está só nas canções, ela é o guia permanente.

A voz dos personagens, o ritmo e a intensidade dos diálogos, são regidos por um sentido musical. Os movimentos também nascem da música, como uma dança,” conta o ator.

Ficha Técnica
Atuação, Adaptação e Composições: Pedro Sá Moraes.
Direção: Norberto Presta.
Cenografia: Doris Rollemberg.
Iluminação: Bernardo Gondim.
Fotografia: Davidson Alves.
Vídeo: Bernardo Scotti
Produção (São Paulo) – Cida Serafim.
Serviço:
A Paixão de Brutus
Teatro Pequeno Ato (Rua Teodoro Baima, 78)
Temporada: de 13 de julho a 1 de setembro.
Sábado e domingos, sempre às 20h.
Ingressos: R$40,00 | R$20,00 (meia).
Classificação: Livre Anos.
Duração: 70 Minutos.
Capacidade: 40 Lugares.
Ingressos Online: brutus.eventbrite.com
Assessoria de Imprensa
Adriana Balsanelli
11 99245.4138 I imprensa@adrianabalsanelli.com.br
Renato Fernandes
11 97286-6703 renato.fernandesgon@gmail.com
>>Quer Saber Mais ?(Acesse…AQUI)